terça-feira, 2 de junho de 2009

Um dia todos serão independentes


Que gravadoras são coisas do passado, isto todo mundo já sabia. Mais parece que para os grandes medalhões dessas corporações, a ficha só está caindo agora.

No último final de semana, o vocalista da banda mineira Skank, Samuel Rosa, se queixou da gravadora de cima do palco em um show em São Paulo. Após levar o hit Acima do Sol apenas com o violão e público a plenos pulmões o cantor disse: "E a gravadora ainda fala que não está na hora de um disco ao vivo". Recado dado a Sony Music.

Já a linda Joss Stone, dona da mais bela voz que apareceu nesta década, está querendo encerrar seu contrato com EMI para entrar para o clube dos artistas independentes.

O site NME informou que a cantora britânica está disposta a pagar cerca de R$ 6,3 milhões para se ver livre da gravadora. Joss, que tem contrato com EMI desde 2006, finalizou as gravações do seu último álbum, Colour Me Free, no estúdio de sua mãe e fora do prazo estipulado pela gravadora.

Estou torcendo para que a linda Joss se livre das amarras do Mainstream e volte a ser a cantora loirinha com vozeirão das negronas da Soul Music e largue essas bobagens de lado.

2 comentários:

Leandro Ravaglia disse...

Vem ni mim, Joss Stone!

Gildcley Mendes disse...

hauhahahauhahauhau