quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

E 2009?


Sempre fui de planejar os rumos da minha magra vida. Não de forma organizada. As idéias surgem na cabeça e eu penso: “como fazer para isso se concretizar?” Na maioria das vezes o pensamento acaba apenas como uma mera idéia que aparece todos os dias.

O ano de 2009 tinha tudo para ser um ano bem sem graça. Não teve eleição, não teve copa do mundo, não teve olimpíadas, mas em compensação, me casei, comprei meu apartamento e estou trabalhando no ramo e na empresa que eu sempre quis.

Para muitos, os últimos 365 dias puderam até ser sem graça, mas amigos, para mim foi muito bacaninha.

Ah! Já ia esquecendo, no ano que rasga a última folha do calendário nesta quinta-feira o MalokeroArrumado enfim tomou vergonha na cara e deu uma guinada boa.

Através dele pude conhecer (não pessoalmente) pessoas talentosíssimas, muito agradáveis e de uma inteligência parecida com a minha – não que isso valha de alguma coisa.

Como mesma pieguice de fazer retrospectiva de um ano que se passou, agradeço aos meus poucos e fiéis leitores nesse espaço virtual, que sempre ou nunca entram, que comentam ou não deixam sequer uma palavra.

Que nessa próxima década, vocês que estão neste momento codificando as letras deste blog possam fazer que os números na barra ao lado cresçam de forma mais rápida.

Obrigado!

domingo, 13 de dezembro de 2009

O esperado, o supreendente e a decepção


Falar que Recife é uma cidade que respira música e blábláblá é chover no molhado. E foi por este motivo que a organização da Feira Música Brasil resolveu aportar o evento na cidade das pontes.
Desde de quarta-feira muita coisa legal rolou nos dois palcos armados no palco do Marco Zero. Algumas muito boas mesmo, outras nem tanto assim e uma expectativa bem frustrada.

Estive cobrindo o evento pela Rádio Jornal (em breve colocarei o áudio da matéria sobre o mercado mu$ical brasileiro aqui no blog) e participei mais das palestras, oficinas e debates de negócios do que dos shows propriamente.

O primeiro dia das apresentações musicais foi o único que pude conferir. Para o meu deleite a abertura da noite ficou por conta da lendária banda Black Rio, que mandou uns grooves para lá de pesados para platéia que ainda estava chegando ao recinto. Confesso que não gostei das músicas mais recentes que são cantadas. Para mim, no alto dos meus 25 anos, as músicas instrumentais do disco Maria Fumaça de 1977 deram um ar de nostalgia não vivida, mas herdada pelo meu pai.

Destaque do show foi a presença do maior expoente do rap nacional junto com o grupo Rosana Bronx. Mano Brown não deixou os fãs dos Racionais MC’s decepcionados e mandou junto com a excelente banda uma versão de Vida Loka parte I.

Quem roubou a cena da noite de quarta-feira foi a melhor banda de rock nacional na atualidade. Móveis Coloniais de Acaju fizeram a, já, cheia praça dançar, cantar, pular, ri e todas outras coisas que pessoas felizes fazem normalmente. Focando bem o último álbum, o show foi excelente se nenhum reparo a se fazer. Pena que o grande público não estava tão atento ao show dos caras. A ansiedade para participar do DVD em comemoração aos 15 anos do disco Da Lama ao Caos era tão grande que muita gente deixou de dar atenção a uma belíssima apresentação dos brasilienses.

E o que era expectativa tornou-se frustração. Já na segunda música do show, a Nação Zumbi teve que deixar o palco por problemas técnicos. E quando foi reiniciado os problemas continuavam lá. A grande dúvida do público era saber se estava correndo tudo bem com a gravação do material, pois para fora do palco o som ainda estava horrível.

Fora os problemas técnicos, versões sem empolgação e enfadonhas deram um ar de melancolia à apresentação da maior banda de rock brazuca nos anos 90. Sou fã incondicional da Nação e defendo que a banda segue a altura a qualidade musical mesmo após a perda de Chico Science, mas nunca vi um show tão ruim como o desta semana.

Resta aguardar o Carnaval onde sempre as apresentações da banda são memoráveis.

Não darei opinião sobre os outros shows, pois não assistir. Mas em breve colocarei aqui no blog uma materiazinha sobre os bastidores da feira com direito a pessoas esquisitas, quase anônimos se fazendo de quase famosos e coletivas de imprensa para não-jornalistas.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Cachaça em pequenas doses

“Para beber inventa-se qualquer desculpa”.

O clichê está prestes a mudar. Segundo o pesquisador russo, Evgeny Moskalev, da Universidade Tecnológica de São Petersburgo, não é preciso mais ingerir líquidos para encher a cara, basta tomar um comprimido de vodka, uísque, conhaque, vinho ou cerveja.

A técnica permite a transformação de álcool em pó e, mais tarde, composto em forma de pílula.

Para quem toma cachaça apenas para ficar doidão, este novo formato de alucinógeno é bem mais atrativo do que as balas e doces distribuídos na raves mundo afora. Pode consumir sem medo de ser enquadrado, pois a substância não é considerada ilícita.

Já para os bons degustadores de vinhos e destilados, qual será a graça de tomar um Jack Daniels ou um Domaine de la Romanée-Conti em formato de aspirina?

Sobre o assunto, fico com a opinião do mestre Bezerra da Silva: - “Vai em uma de cada vez e não misture o paladar...”

sábado, 14 de novembro de 2009

O bar dos maconheiros


A cidade de Portalnd, nos EUA, inaugurou nesta sexta-feira 13 o primeiro bar que poderá oferecer, legalmente, maconha aos seus clientes. Porém, apenas pessoas com certificação de uso medicinal da erva poderão desfrutar da especialidade da casa.

Com o óbvio nome de Cannabis Cafe, o estabelecimento funciona em um prédio de dois andares que antes abrigava um puteiro , mas não é qualquer um que pode adentrar no recinto para fumar um baseadinho.

Tecnicamente se trata de um clube privado, mas é aberto a qualquer residente do estado de Oregon que tenha uma carteira oficial do uso medicinal da maconha. Mais de 20 mil pessoas estão registradas desta forma no estado para tratar mal de Alzheimer, diabetes, esclerose múltipla, síndrome de Tourette e outras doenças que tenha a cannabis como parte do tratamento.

Os maconheiros de carteirnha pagam algo em torno de R$ 44 para fazer a cabeça sem ser incomodado por ninguém. O associado em dia com o clube poderá receber a maconha gratuitamente. O bar também serve comida, mas nenhum tipo de bebida alcoólica.

No bairro onde eu moro existe alguns bares que também oferece o produto em questão quase que livremente. A diferença é que os consumidores têm que pagar o produto na hora e não por mês, e nos casos de inadimplência os cobradores não costumam perdoar.

domingo, 8 de novembro de 2009

As Misses boas de briga


AHHHH!!! A Inglaterra e seus casos esquisitos...

Quem acompanha esse blog há algum tempo pode ter percebido o número de notícias que são publicadas onde a terra da rainha Elisabeth II é cenário. Não é a toa que os jornais de lá são os mais bizarros do mundo.

A excentricidade da vez é a participação da recruta do exército britânico Katrina Hodge, de 21 anos, no concurso de beleza Miss Mundo que será realizado no próximo dia 12 de dezembro, na África do Sul.

A bonequinha do militar também, conhecida como “Barbie de combate”, e que já serviu em tropas do Iraque, vai participar do Miss Mundo por ter ficado na segunda colocação do Miss Inglaterra. A vencedora do concurso se envolveu em uma briga, em uma boate, e foi eliminada pela organização.

Se a vencedora da disputa de beleza da Ilha do príncipe Charles já mostrou que é boa de briga, esperem para ver do que é capaz a mocinha que já deu uns tiros em Bagdá e que nas horas vagas tira um troco como modelo.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Homem sem dinheiro é simbolo sexual na Inglaterra

Quem nunca pensou em jogar tudo para o alto e ir morar no mato? Eu já tive esta vontade, mas nunca tive coragem. O economista Mark Boyle resolveu encarar o desafio e se isolou com seu trailler em uma fazenda inglesa de alimentos orgânicos.

O objetivo da empreitada de Mark, que neste mês de novembro completa um ano, é mostrar que o dinheiro é uma ferramenta que distancia o consumidor dos produtos, ocultando o impacto de cada compra.

Durante todo este tempo que o economista está recluso na fazenda ele não gastou um centavo de libra. Mark escova os dentes com uma pasta feita de conchas e sementes de erva doce, trocou papel higiênico por jornal velho, planta a própria comida e usa energia solar para carregar o notebook e o celular (que só atende ligações) trazidos da época em que ainda ia às compras.


O curioso é saber que o New Hippie inglês virou um símbolo sexual para as britânicas desamparadas. No site do jornal The Guardian, que publicou um artigo escrito por Boyle, várias mulheres deixaram recados ressaltando a forma física do forasteiro e fazendo pedidos de casamento.

Vejo todos os dias dezenas de mendigos no centro do Recife, que também vivem sem dinheiro. Não plantam a própria comida, vivem da providência alheia. Nunca tiveram celular ou notebook, nunca são ouvidos por ninguém. Não estão protestando por nada para chamar atenção, só queriam ser vistos.

Rogo as solteironas inglesas que também façam pedidos matrimoniais as pessoas que tenho que saltar pelas calçadas no meu dia a dia.

domingo, 25 de outubro de 2009

Não quero ser correspondente na Arábia Saudita


Outra cultura, uma boa grana e a oportunidade de ter uma experiência de vida única. Abro mão de tudo se o local que pode oferecer tudo isso for a Arábia Saudita.

Jornalismo naquela parte do mundo, sim, é a profissão perigo. Não que uma bomba vá cair do céu na terra de Osama Bin Ladden, nem que um dos milhares de poços de petróleo, do país dos sheiks, venha explodir.

O problema é que vários temas, que para nós é corriqueiro, para os saudista é um grande tabu. O sexo fora do casamento é um dos maiores desses tabus.

Uma jornalista foi condenada neste sábado na Arábia Saudita a receber 60 chibatadas por ter feito uma entrevista para um programa de TV com um homem saudita que admitiu ter mantido relações sexuais fora do casamento.

Mazen Abdul Jawad, o vacilão que pulou a cerca, foi condenado a cinco anos de prisão e mil chibatadas.

O programa foi produzido pela emissora libanesa LBC, que vem sendo atacada, há muito tempo, por líderes religiosos sauditas por ser um dos principais canais árabes por satélite a transmitir programas para o país com cantoras e atrizes árabes vestidas de maneira sensual.

Por ironia, ou não, a LBC é co-propriedade do príncipe saudita Alwaleed bin Talal, bilionário e magnata da mídia na Arábia Saudita.

Hipocrisia? Tirem suas próprias conclusões

sábado, 26 de setembro de 2009

Ser Jornalista é...


Texto de Juca Kfouri

...desagradar a gregos e troianos.
Palmeirenses e corintianos.
Cariocas e paulistas.
Nortistas e sulistas.
Católicos e evangélicos.
Árabes e judeus.
São-paulinos e santistas.
Petistas e tucanos.
Lulistas e serristas.
Tricolores e rubronegros.
Gremistas e colorados.
Ser jornalista é não querer agradar ninguém.
Os do Galo e os do Cruzeiro.
Ser jornalista é ser solitário.
Ser jornalista é ser oposição, porque o resto é armazém de secos e molhados, como já ensinou mestre Millôr Fernandes.
Que ensinou, também: "Quem se curva diante dos poderosos, mostra o traseiro aos oprimidos".
Ser jornalista é discutir tudo, até, e, hoje em dia, principalmente, sentenças judiciais, tamanhos são os absurdos.
Ser jornalista é não querer agradar ninguém e não se curvar ao dinheirismo.
Ser jornalista é querer melhorar a esquina de sua rua, sua cidade, seu país, o mundo!
Profissãozinha desgraçada, hein?

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Efeitos colaterais da Gripe Suína


Passado o momento mais crítico da pandemia causada pelo vírus AH1N1, a gripe suína continua a fazer vítimas. Porém, desta vez não foi de ninguém que tenha se contaminado e morrido em poucos dias. A distribuição de álcool gel em penitenciária britânica fez com que alguns presos ficassem embriagados com o uso indevido do produto.

"Quando você tem algo chamado álcool gel, pode ver que algo vai acontecer. Temíamos isto quando ficamos sabendo que seria oferecido aos detentos. Você não quer prisioneiros bêbados correndo pela prisão", afirmou Andy Fear, da Associação de Carcereiros da prisão de The Verne.

Nas terras da rainha Elisabeth não é o contagio da gripe que deixam as autoridades temerosas e sim, essa sede compulsiva que os britânicos tem por álcool, mesmo que seja em gel.

Em março, o hospital Royal Bournemouth afirmou que foi um dos muitos hospitais que retirou de sua recepção frascos com gel à base de álcool para a limpeza das mãos, para evitar que os visitantes bebessem o produto.

Desde do princípio desta onda de gripe suína sempre achei que cachaça fosse muito mais eficaz para a limpeza das mãos. A bebida consegue destruir vários lares mundos afora, imagina o que faria com um simples viruszinho.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Socorro! Tem um político me seguindo

De uns tempos para cá tenho ficado meio temeroso em relação ao Twitter. Como é impossível controlar as pessoas que lhe seguem no microblog, várias bandas, artistas ou pessoas nunca vistas antes aparecem me following.

O que mais me assustou foi o deputado Raul Jungmann (PPS – PE) sendo meu seguidor no Twitter. Engraçado, no começo da década lembro de cruzar várias vezes com então ministro da reforma agrária do governo FHC aqui na praia do meu bairro.

Ficava impressionado de ver um ministro de Estado caminhando tranqüilamente nas areias de Candeias em plena segunda-feira pela manhã, e imaginava se todos que estavam na praia conheciam aquele cidadão barbudo, que na época era uma das figuras mais odiadas pelo MST.

Outra coisa que me chamava à atenção, além do ministro andar sem seguranças, o porquê Raul Jungmann caminhava sem encostar o calcanhar no chão, apenas utilizando a ponta dos pés para se deslocar?

Olhem bem, o cara quem nem me dava bom dia quando eu passava por ele na praia, hoje é meu seguidor no Twitter. Ok, sei que o que ele quer mesmo é meu voto no próximo ano criando essa imagem de bom moço que usa novas tecnologias para cativar o eleitor, ao melhor estilo Barack.

Este mês senadores e deputados tentavam imprimir limites ao uso da Internet nas campanhas de 2010, tentando proibir isso e aquilo, como viram que é impossível controlar essa anarquia cibernética, resolveram se aliar a modernidade.

Aguardem! Um político ainda vai lhe seguir.

Em tempo, aviso que o Malokero Arrumado vai tentar sempre falar de política ano que vem, para rir e refletir sobre os rumos destas terras verdes e amarelas.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

As palavras do ministro maconheiro


O ministro do Meio ambiente, Carlos Minc em um show da Tribo de Jah na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, foi cenário perfeito para um discurso em favor da descriminalização da maconha no último final de semana.

Os maconheiros do local foram ao delírio com as palavras do ministro, que além de falar, indiretamente da erva, também citou a preservação da Amazônia.

“Vamos defender a Amazônia. Não vamos deixar queimar a Amazônia. A gente conta com os seringueiros, com os castanheiros, com as nações indígenas e com a consciência da rapaziada”, disse. “Vamos defender o cerrado, a caatinga, a Amazônia, a mata atlântica e o reggae. O reggae é a liberdade”, afirmou o ministro fã de Bob Marley.

Para defender a descriminalização, Carlos Minc deu o exemplo da Argentina onde o uso da cannabis não é mais considerado um crime. Outro recado. A gente venceu, 3 a 1 na Argentina. Só que tem outro placar que a gente está perdendo da Argentina. Os juízes descriminalizaram. O usuário não é criminoso. E esse jogo a gente está perdendo aqui. Nós vamos virar esse jogo, acabar com a hipocrisia”. Era tudo que a massa regueira queria ouvir naquele momento.

Já imaginaram nas eleições do ano que vem uma chapa do PV com Marina Silva presidente, Gabeira vice e o Minc no Senado. Os new hippies nunca iriam estar tão envolvidos em campanha como estas.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

A Índia que não aparece na novela


Hare baba! Na semana de desfecho de uma das novelas que mais criou bordões na boca da população e quis mostrar uma Índia fictícia onde só existe beleza, 50 mulheres do país de Gandhi espaçaram até a morte um rapaz que se passou por mulher para entrar em uma festa.

As mamadis participavam de um baile religioso como parte das celebrações do nascimento de uma menina. O jovem, com um vestido e maquiagem, entrou na casa e se uniu às outras.

O traveco indiano estava coberto com um véu e ficou mais de uma hora dançando na festa, só foi descoberto quando as mulheres ouviram sua voz.

Segundo a polícia, Ninguém no povoado soube identificar, a suspeita é que ele tenha entrado na casa para roubar. O assunto está sob investigação.

Uma cena como esta ficaria bem legal no último capítulo de Caminho das Índias.

sábado, 5 de setembro de 2009

O filme queimado de Chavez


Barack Obama? Mahmoud Ahmadinejad? Lula? De longe o mais comentado líder de Estado do mundo é Hugo Chavez.

O homem que quer implantar a revolução bolivariana na América Latina terá um documentário a seu respeito sendo exibido no Festival de Cinema de Veneza. Em contra partida milhares de pessoas foram às ruas, ontem, protestar sobre as declarações feitas pelo presidente venezuelano sobre as bases militares norte-americanas na Colômbia.

O diretor americano Oliver Stone, vai exibir amanhã e segunda-feira o documentário dirigido por ele, chamado"South of the border" (Ao sul da fronteira). No filme, que tem 74 minutos de duração, há depoimentos de Lula, Evo Morales, do casal Kirchner e do presidente do paraguaio Fernando Lugo.

Segundo o diretor de Nascido em 4 de julho, a intenção do filme é mostrar que Chavez não é o inimigo público número um que os EUA temem. A exibição do filme em Veneza será acompanhada de perto por representantes do governo venezuelano. Ainda não está confirmada a presença do presidente que está em visita a países dos Oriente Médio.

Já nas ruas de Bogotá e de Caracas representantes da classe média e alta das duas cidades foram às ruas para mostrar a impopularidade dos atos de Hugo Chavez.

Em Bogotá, centro dos protestos, milhares de manifestantes se vestiram de branco e carregavam placas com frases contra Chávez. Além da questão das bases americanas, os ativistas ainda criticaram as políticas de educação e a violência no país.

Além de Colômbia e Venezuela, protestos ocorreram também em cidades como Madrid, Nova York, Paris, Bruxelas, Toronto, Buenos Aires e Tegucigalpa, mas em menor escala.

Basta saber agora se estes manifestantes poderão assistir o documentário de Oliver Stone em algumas das emissoras de TV perseguidas pelo governo venezuelano.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

As bizarrices da Record


A Rede Record de Televisão é uma piada. E a cada dia que se passa força a barra para ficar mais ridícula. Gosto de assistir o canal 4, aqui no Recife, para morrer de rir com as bizarrices da TV da Igreja Universal.

Sempre com temas sensacionalistas e imitações dos programas da Globo, feitos por ex-funcionários da emissora carioca, A Record estreou ontem o programa do cara mais apelativo da TV brasileira. Augusto Liberato, o Gugu.

Me recuso a assistir qualquer coisa feito pelo intérprete do Pintinho Amarelinho desde do dia que ele entrevistou o pseudo-traficantes do PCC. Tenho medo que ele agora apareça dizendo que encontrou o Bin Laden.

Atualmente a Record apela com superexposição do humorista Carlinhos. Após descobrirem no Big Brhother do brejo que o participante do programa tinha crescido em um orfanato e abandonado pelos pais, Carlinhos, que considero uma cara muito talentoso e carismático, já apareceu contando a mesma história em todos os programas da emissora.

Aposto que ele já deva ter aparecido no Fala que Eu te Escuto e que em brevemente estará, junto com Edir Macêdo, pregando/extorquindo os fiéis da IURD nos cultos exibidos nos domingos de manhã falando mal da Globo.

Assistir TV aberta no Brasil se tornou uma tarefa árdua. Por isso afirmo, voltemos ao hábito de usar mais o rádio como forma de entretenimento e informação.

sábado, 29 de agosto de 2009

As consequências de uma simples dança

A física já provou que toda ação tem uma reação e a história mostra que para todo ato, há uma consequência. Uma professora, de 28 anos, do Ensino Fundamental de uma escola particular da Bahia está pagando o preço por uma noite de farra no pagode.

George Orwell previa, em um de seus livros, que o mundo seria totalmente vigiado no ano de 1984. O escritor errou a conta em mais ou menos 20 anos. No século XXI nada do que se faça passa desapercebido. Sempre terá alguém, com um celular ou câmera para flagrar cenas inusitadas ou cotidianas nesse mundo grande de meu Deus.

O advogado Antonio Leite Matos diz que vai a justiça, no melhor estilo Cicarelli, para pedir a retirada do vídeo da Internet. "Quero que o vídeo saia da internet. Ela não sabia que a dança seria gravada e disponibilizada na rede mundial de computadores. Ela sofreu danos morais e materiais, pois teve sua imagem exposta sem autorização e perdeu o emprego por causa da publicação do vídeo”.

Além de perder o emprego, a professora precisou mudar de endereço, pois afirma estar sofrendo retaliações dos vizinhos. A filha de 7 anos também saiu da escola onde a mãe ensinava.

É triste saber que uma pessoa teve que mudar toda sua vida desta forma. Mas, é preciso encarar as conseqüências, que provavelmente alguns goles a mais a levaram a professorar fazer a dancinha do Todo Enfiado. E tirar o vídeo da Internet? Dá licença, o nome disso é censura.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O paradão da greve


Manifestações públicas para a pedir maiores salários e melhores condições de trabalho sempre são atos bastante salutares para uma democracia. Mas sempre estes atos são muito parecidos.

Durante os meses de julho e agosto, o estado de Pernambuco enfrentou uma série de paralisações em diversas áreas. O Detran parou, os servidores da educação pararam, os trabalhadores da saúde municipal e estadual, também pararam, entre outros.

Como repórter de rádio acompanhei todos os atos públicos de protestos bem de perto, e percebi que quase todas as greves são iguais, a diferença maior é a categoria que está reinvindicando algo.

O que chama mais minha atenção é que sempre são as mesmas músicas que são tocadas nos protestos. Um bom exemplo ocorreu ontem. Policiais militares e bombeiros pararam a avenida Conde da Boa vista, no centro da cidade, pedindo a aprovação do Projeto de Emenda Constitucional, a chamada PEC 300, que daria a todos os policiais do Brasil uma salário em torno dos R$ 4 mil.

A manifestação, que contou com cerca de sete mil pessoas nas ruas, teve direito a três trios elétricos. De longe parecia, mas não era carnaval em Recife ainda.

E como todo bom piquete, foi tocado Geraldo Vandré (Caminhando e cantando...), os manifestantes foram ao delírio ao som reggae baiano de Edson Gomes (Vamos amigo lute, vamos amigo ajude...)´, em seqüência o belo samba “É”, de Gonzaguinha (É, a gente quer valer o nosso amor...) contagiou a multidão e ainda rolou Gal Costa cantando Cazuaza (Brasil, mostra tua cara...).

Esse set list é tocada em todas as paralisações trabalhistas.

A melhor/pior parte é quando algum sindicalista rouco e desafinado pega o microfone para cantar o hino nacional e errar toda a letra.

Como já falei toda forma de protesto é valida. Mas gente, ser original não custa nada.

sábado, 22 de agosto de 2009

O meu top 10 - guitarristas


Não gosto de enumerar as pessoas em listas como muita gente tem o costume de fazer. Mas às vezes, tenho que fazer as minhas, em contestação a algumas que eu vejo por aí.

A revista Time elegeu os 10 melhores guitarristas da história, e pasmem, Slash, guitarrista do Guns n’ Roses está em segundo lugar. Considero Slash um grande músico, mas a maior virtude de Saul Hudson foi aturar Axl Rose por tanto tempo.

Concordo com Josh Tyrangiel, crítico responsável pela lista da publicação norte-americana, na primeira colocação. Jimi Hendrix deveria seria “o concour” nessas listas. Se hoje, qualquer moleque empunha uma guitarra e larga uma escala pentatônica, isso se deve ao canhoto de Seattle que tocava fogo nos instrumentos.

Após Hendrix e Slash, a Time ainda ordenou como os melhores de todos os tempos B. B King, Keith Richards, Eric Clapton, Jimmy Page, Chuck Berry, Les Paul, Yngwie Malmsteen e Prince

Como falei no início do texto, contesto esta lista. E aí vai meu Top 10.

1. Jimi Hendrix
2. Jimmy Page
3. Eric Clapton
4. B. B King
5. Chuck Berry
6. David Gilmour
7. Pete Townshend
8. Nuno Mindelis
9. John Mayer
10. Lúcio Maia

Fiquem a vontade para contestar a minha lista.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

O point dos encalhados


Está previsto para setembro a chegada de um bando de homens solteiros e mulheres encalhadas na praia de Porto de Galinhas, litoral sul de Pernambuco. Tudo por culpa de uma parceria entre a TAM viagens e o site de relacionamentos ParPerfeito.

Em um mercado promissor para venda de pacotes de viages, tendo em vista que, segundo o IBGE, entre 1990 e 2000, o número de homens e mulheres que moravam sozinhos subiu 70% e hoje já são 53 milhões de adultos solteiros ou descasados no país, essas empresas vão lucrar com o desespero daqueles que temem ficar sozinhos o resto da vida.

Quem não desenrolar uma “ôia”, como se diz aqui no Recife, vai ter feito uma viagem para um dos lugares mais belos, legais e caros do Brasil. No pacote da Pega Ninguém Turismo inclui as passagens aéreas, estadia no hotel com café da manhã, city tour por Recife e Olinda, passeio de barco para a praia de Carneiros, tour panorâmico com catamarã (passeio náutico tradicional na região) pelos principais pontos turísticos de Recife e duas festas inclusas. A organização promete ainda surpresas na programação noturna, com foco na aproximação dos participantes.

Se alguém tiver o interesse de vir para Pernambuco para tirar o atraso, entre em contato comigo. Prometo levar os amigos e amigas em roteiros alternativos onde haja a maior probabilidade de descolar um bom romance. E garanto que as despesas serão bem menores.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Fones de ouvido para todos


Eu sei que uma das doutrinas ensinadas nas igrejas é de levar o evangelho a todas as pessoas. Até aí tudo bem. Mas querer empurrar isso goela baixo, não dá. Ainda mais, quando atrapalha a rotineira viagem de ônibus até o trabalho.

Como já falei em um post anterior, sou bastante favorável a música gospel, mas acredito que tudo tem sua hora e seu lugar.

Aconteceu comigo a mesma coisa que aconteceu com a minha amiga blogueira Mulherpolvo. Inventaram esses celulares que tem uma potente caixa de som que reproduz os arquivos mp3 em um alto volume, incomodando muito quem não está a fim de ouvir música.

Certo dia, um irmão evangélico sobe no busão, senta no banco atrás de mim e manda ver os hits mais tocados em todos os templos do Brasil, com direito a Régis Danese – sempre ele – (Entra na minha casa, entra na minha vida...), Aline Barros, Cassiane, Padre Marcelo Rossi e por aí vai.

Não podia deixar a situação daquele jeito. Então resolvi partir para briga. Como bom repórter de rádio, sempre ando com o meu artefato movido a pilha na mochila. Não tive dúvidas, saquei meu radinho e liguei no programa do Geraldo Freire, justamente no horário em que ele toca aqueles boleros de quem perdeu a mulher na zona.

Pronto! O barulho estava feito dentro do coletivo. De um lado este blogueiro mandando ver nas freqüências em AM e do outro lado o irmãozinho querendo pregar o evangelho através do celular.

Era visível que os outros passageiros do ônibus não estavam gostando, desde o princípio, do som ambiente. Até que alguém gritou: “Está demais! Vamos ter um pouco de consciência!”. E não é que o rapaz do celular desligou seu aparelho. Para não parecer que estava acatando o clamor das pessoas do busão, desliguei o meu rádio alguns minutos depois.

Então, venho a público dizer que estou aderindo à campanha da Mullherpolvo, Fones de ouvidos para todos.

Obs: O pregador da palavra de Deus via bluetooth, ainda desceu do coletivo gritando: “Jamais irão calar a voz de Jesus!”, então beleza.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Querendo levar vantagem por ser gordo


Alguém que pese 225 kg não é algo comum. Dentro de uma cadeia ainda menos. E com uma pistola 9 mm no meio das banhas, aí já é demais.

O americano George Vera é o autor desta façanha. Depois de uma semana na prisão, por venda de CD’s piratas, e de ser revistado cinco vezes, o próprio prisioneiro entregou a arma a um guarda da prisão.

Se Vera for considerado culpado das acusações, ele poderá pegar entre dois e dez anos de cadeia. Ele responde ao processo em liberdade, após ter pago uma fiança de US$ 10 mil.

Gordinho esperto esse. Provavelmente, pelo tamanho, também terá uma cela especial para ele. A solitária. Ou cabe outra pessoa na cela junto dele?

sábado, 8 de agosto de 2009

O dote para a filha dos Clintons


Oferecer dinheiro para ter um(a) noivo(a) já foi uma prática muito corrente em nosso país, e atualmente a novela da 21hs mostra que isso ainda bastante comum em outras partes do mundo.

A secretária de Estado norteamericano, Hillary Clinton, recebeu uma proposta, que os quenianos diriam ser irrecusável, pela mão da sua filha Chelsea, de 29 anos.

Em visita ao país africano, a ex-primeira-dama dos EUA foi informada pela imprensa que o vereador Godwin Kipkemoi Chepkurgor, teria oferecido 40 cabras e 20 vacas para poder casar com a herdeira dos Clintons. De forma simpática, Hillary respondeu que a filha é independente, mas iria informá-la da generosa oferta.

Essa não foi a primeira vez que Kipkemoi Chepkurgor, de 40 anos, faz o pedido de casamento aos pais de Chelsea. Em 2000, quando o pai da moça, Bill Clinton, era presidente dos EUA, o queniano enviou uma carta à casa branca fazendo a mesma oferta das cabras e vacas.

Caso aceite a proposta, Chelsea Clinton será a segunda esposa do vereador queniano, tendo em vista que ele já é casado.

Será que a filha dos Clintons merece todos esses animais? Com certeza ela já ouviu ofertas melhores.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Robinho é maior mercenário do futebol mundial


O jornal francês L`Equipe constatou aquilo que eu já tinha certeza há algum tempo. O Atacante do Robinho é o maior mercenário do futebol mundial.

O jogador da seleção brasileira encabeça a lista onde também aparecem o inglês David Beckham e o atacante francês Cissé.

A publicação levou em conta o desejo manifestado pelo brasileiro em deixar o Real Madrid e acertar com o Chelsea. Após algumas declarações polêmicas e forçar sua saída do clube espanhol, Robinho acertou com o Manchester City.

Vale salientar que fez o mesmo no Santos, time que o revelou, mesmo com clamores da torcida para ele ficar, Robinho, juntamente com o presidente do clube Marcelo Teixeira, pensaram nos bolsos e deixaram os torcedores de lado.

Sem falar que por vezes o ex-santista se ofereceu aos clubes de forma indireta. Após a Copa das Confederações deste ano, Robinho declarou que gostaria muito de defender o Barcelona, pretendo assim mais uma transferência que lhe rendessem alguns Euros a mais na conta bancária.

Esse desejo compulsivo por dinheiro não diminui o grande talento do jogador com a bola, mas mancha uma carreira que tinha tudo para ser das mais brilhantes.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Jesus engraçado é barrado na Holanda


A Holanda é um dos países mais loucos do mundo. Por motivos para lá de liberais. E ao que parece até os evangélicos de lá não batem muito bem da cabeça.

O canal EO, que tem uma programação inteira voltada a temas cristãos, resolveu fazer um programa humorístico sobre a vida de Jesus. A idéia não foi muito bem recebida pelos telespectadores que contribuem mensalmente para que o canal continue no ar. Muito deles cancelaram as assinaturas.

A série Loopt een man over het water ('Um homem anda sobre as águas', em tradução livre) iria estrear no final de agosto na emissora, com a proposta de "lançar um diálogo aberto e franco sobre Jesus para acabar com preconceitos", nas palavras de seu idealizador, o apresentador Arie Boomsma.

Boomsma é considerado um dos mais bem pagos artistas da Holanda, e recentemente foi suspenso durante três meses da emissora evangélica por ter posado para uma revista gay do país.

Entre os quadros do programa de estréia estaria uma sátira baseada no evangelho de Marcos. Outro detalhe que chama atenção é que Arie Boomsma não é cristão.

Já imaginaram isso aqui no Brasil? O Casseta&Planeta junto com Silas Malafaia. Ou o CQC fazendo uma participação especial no Show da Fé do R.R Soares. Se bem, que temos o Inri Cristo, que, por si só, já é uma grande piada sobre Jesus.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Censura ao Rei


Não vivi esta época, mas os relatos e a história mostram que ditaduras militares não podem voltar a retirar o direito de liberdade das pessoas. Estes dias, mais um fato sobre as ditaduras veio à tona.

Na Argentina, foi descoberta uma lista de 150 músicas censuradas na época do regime militar no país. Entre os artistas que não podiam ter as músicas executadas nas rádios argentinas estavam Donna Summer, Rod Stewart, Eric Clapton, Pink Floyd e Roberto Carlos.

Sim, o Rei, que hoje censura sua biografia, já teve suas músicas censuradas no país vizinho. Uma das canções que foram proibidas de tocar foi “Desayuno” (versão em espanhol de “Café da Manhã”).

Canções de teor supostamente sexual, ou que falam sobre o uso de drogas, como era o caso de Cocaine, de Clapton, eram proibidas de tocar nas rádios, assim como “Ligth my fire”, do The Doors não podia ser veiculada por ser considerada não apta para ser difundida pelos serviços de radiodifusão.

Sinceramente, nunca pensei que “Amanhã de manhã, foi pedir um café pra nós dois...” tive uma conotação sexual. Mas pensando bem, neste ponto até que os censores argentinos tinham certa razão. Nunca mais ouvirei o Rei Roberto Carlos da mesma maneira.

PS: O fato dos argentinos serem tão chatos é porque eles passaram um bom tempo sem ouvir Pink Floyd e Eric Clapton?

domingo, 2 de agosto de 2009

A moda da música cristã


Não tenho nada contra música gospel. Pelo contrário sou um apreciador desse gênero musical, mesmo com a breguice com que é feita no Brasil. Diferentemente da música evangélica tradicional norte americana, que tem nas igrejas aquelas negronas do vozeirão, que nos deram nada mais que Aretha Frankilin.

Existe um amigo meu que diz que igreja evangélica é INSS de gente sem vergonha. Não concordo muito com essa afirmação dele, mas há fundamentos na argumentação. Se fomos listar o nome de pessoas com perfis, digamos, duvidosos, que se converteram ao Reino de Deus, a barra de rolagem lateral do seu monitor ficaria bem pequena.

Ontem em uma festinha bem animada da qual participei e teve o fenômeno do brega pernambucano denominado Rogério Som botando todo mundo sacudir o esqueleto no embalo do seu teclado, o grupo de pagode que tocou antes executou nada mais, nada menos do que eu vim descobrir ser a música mais tocadas nas FMs do Brasil.

O hit “Faz um Milagre em Mim” do ex-Só Pra Contrariar, Régis Danese - que tem um verso irritante (daqueles que você passa o dia todo assobiando) “Entra na mina casa, entra na minha vida...” – foi requebrado até o chão pelas mocinhas do recinto, munidas de copos de cerveja e cigarro na mão.

Heresia?!

Pois bem, correndo de uma pauta para outra na manhã deste domingo ouço o mais novo sucesso da banda Calypso, “Obrigado Senhor”, e até onde sei Chimbinha e Joelma ainda não se jogaram/venderam de corpo e alma a causa Cristã.

Uma coisa é inegável. O mercado é consolidado. Mesmo tendo muitas cópias piratas sendo vendidas nas ruas, o público do Senhor Jesus é fiel e prefere comprar obras originais, salvando (sem duplo sentido religioso) as finanças das grandes gravadoras. Ou vocês ainda não perceberam que os tradicionais comerciais da distribuidora Som Livre, veiculados na Rede Globo só passam artistas como Padre Fábio de Melo e Aline Barros?

Como falei no início do texto, nada contra este tipo de manifestação. Mas como o próprio Jesus diz na Bíbila: “ - Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus...”

Então, discernimento amiguinhos!

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mudanças


nunca concordei tanto com um texto

E tudo mudou...
O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss
O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib,
Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
'Problemas de moça' viraram TPM
Confete virou MM's
A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou musse
Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê...

Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service
A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão
O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD
A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email
O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do 'não' não se tem medo
O break virou street
O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também
O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis
Polícia e ladrão virou Counter Strike
Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato
Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...
A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência esta coisa maldita!
A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz...... De tudo.

Inclusive de notar essas diferenças.

Luís Fernando Veríssimo

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Perfuminho desgraçado


Trinta e quatro pessoas foram hospitalizadas e dezenas passaram mal nos Estados Unidos nesta quarta-feira devido ao forte cheiro de um perfume. Eu que sofro de uma forte renite alérgica devo imaginar o sofrimento dessas pessoas.

Esse perfume era do mal. A fragância foi borrifada por uma mulher em um banco na cidade de Fort Worth, no Estado americano do Texas. Depois da ação 150 pessoas tiveram dores de cabeça e no peito e foram aconselhadas pela gerência do banco a saírem do prédio.

"Quando os dois funcionários disseram ao seu supervisor que estavam doentes, um anúncio foi feito no sistema de alto-falantes do prédio afirmando que qualquer um que estivesse sentindo esses sintomas deveria deixar o prédio", disse o porta-voz dos bombeiros, Kent Woley.

A princípio os bombeiros pensaram que o problema era por conta de um possível vazamento de gás. Após algumas inspeções, verificaram se tratar do bendito perfume da madame.

E depois as pessoas vem me perguntar o porquê não uso perfume e me resumo aos desodorantes nas axilas.