terça-feira, 26 de maio de 2009

Preferiu a cachaça ao casamento

Dizem que ao se casar o homem está puxando o laço da forca, assinando sua sentença de morte, entre outras coisas sutis, geralmente proclamadas pelos os amigos solteiros.

Pode ser que de tanto ouvir estas coisas, um homem em Taiwan tomou todas no dia do seu casamento e morreu na cachaça. Segundo a agência Reuters, o corretor de seguros taiwanês perdeu a consciência em sua casa após ter bebido muito no sábado, em um restaurante de Taipei, entre mais de 100 convidados.

Creio que esse cara era da vida boêmia e para não entrar para o clube dos homens sérios, resolveu fazer história na boemia se despedindo dela da maneira mais óbvia, mas sem nunca passar para o outro lado; o do casamento. 

Um comentário:

mulherpolvo disse...

Fico imaginando, aqui do meu canto:
O cara serve uma dose (o que se bebeem Taiwan?),levanta o copo e bebe em homenagem à cada coisa que vai adquirir ou perder com o casamento.
Cada "amiguinha" que ele não poderá mais pegar.
Cada louça que ele passará a lavar.
Cada esporro que ele tomará.
E por aí vai, e foi, até o fim. Da existência.