domingo, 2 de agosto de 2009

A moda da música cristã


Não tenho nada contra música gospel. Pelo contrário sou um apreciador desse gênero musical, mesmo com a breguice com que é feita no Brasil. Diferentemente da música evangélica tradicional norte americana, que tem nas igrejas aquelas negronas do vozeirão, que nos deram nada mais que Aretha Frankilin.

Existe um amigo meu que diz que igreja evangélica é INSS de gente sem vergonha. Não concordo muito com essa afirmação dele, mas há fundamentos na argumentação. Se fomos listar o nome de pessoas com perfis, digamos, duvidosos, que se converteram ao Reino de Deus, a barra de rolagem lateral do seu monitor ficaria bem pequena.

Ontem em uma festinha bem animada da qual participei e teve o fenômeno do brega pernambucano denominado Rogério Som botando todo mundo sacudir o esqueleto no embalo do seu teclado, o grupo de pagode que tocou antes executou nada mais, nada menos do que eu vim descobrir ser a música mais tocadas nas FMs do Brasil.

O hit “Faz um Milagre em Mim” do ex-Só Pra Contrariar, Régis Danese - que tem um verso irritante (daqueles que você passa o dia todo assobiando) “Entra na mina casa, entra na minha vida...” – foi requebrado até o chão pelas mocinhas do recinto, munidas de copos de cerveja e cigarro na mão.

Heresia?!

Pois bem, correndo de uma pauta para outra na manhã deste domingo ouço o mais novo sucesso da banda Calypso, “Obrigado Senhor”, e até onde sei Chimbinha e Joelma ainda não se jogaram/venderam de corpo e alma a causa Cristã.

Uma coisa é inegável. O mercado é consolidado. Mesmo tendo muitas cópias piratas sendo vendidas nas ruas, o público do Senhor Jesus é fiel e prefere comprar obras originais, salvando (sem duplo sentido religioso) as finanças das grandes gravadoras. Ou vocês ainda não perceberam que os tradicionais comerciais da distribuidora Som Livre, veiculados na Rede Globo só passam artistas como Padre Fábio de Melo e Aline Barros?

Como falei no início do texto, nada contra este tipo de manifestação. Mas como o próprio Jesus diz na Bíbila: “ - Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus...”

Então, discernimento amiguinhos!

3 comentários:

mulherpolvo disse...

Eu Odeio a Cassiane com seus gritos estridentes.
Mas lá no meu trabalhotem gente que é do pagode com música cristã de toque de celular.
Amo Jesus, mas sinto vergonha desse comércio, sabe?!

mulherpolvo disse...

Eu Odeio a Cassiane com seus gritos estridentes.
Mas lá no meu trabalhotem gente que é do pagode com música cristã de toque de celular.
Amo Jesus, mas sinto vergonha desse comércio, sabe?!

Eowyn K. Tonks disse...

@mulherpolvo

Ama Jesus mas odeia seu semelhante...
Que contradição '-'