sexta-feira, 11 de setembro de 2009

As palavras do ministro maconheiro


O ministro do Meio ambiente, Carlos Minc em um show da Tribo de Jah na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, foi cenário perfeito para um discurso em favor da descriminalização da maconha no último final de semana.

Os maconheiros do local foram ao delírio com as palavras do ministro, que além de falar, indiretamente da erva, também citou a preservação da Amazônia.

“Vamos defender a Amazônia. Não vamos deixar queimar a Amazônia. A gente conta com os seringueiros, com os castanheiros, com as nações indígenas e com a consciência da rapaziada”, disse. “Vamos defender o cerrado, a caatinga, a Amazônia, a mata atlântica e o reggae. O reggae é a liberdade”, afirmou o ministro fã de Bob Marley.

Para defender a descriminalização, Carlos Minc deu o exemplo da Argentina onde o uso da cannabis não é mais considerado um crime. Outro recado. A gente venceu, 3 a 1 na Argentina. Só que tem outro placar que a gente está perdendo da Argentina. Os juízes descriminalizaram. O usuário não é criminoso. E esse jogo a gente está perdendo aqui. Nós vamos virar esse jogo, acabar com a hipocrisia”. Era tudo que a massa regueira queria ouvir naquele momento.

Já imaginaram nas eleições do ano que vem uma chapa do PV com Marina Silva presidente, Gabeira vice e o Minc no Senado. Os new hippies nunca iriam estar tão envolvidos em campanha como estas.

Um comentário:

mulherpolvo disse...

iminoso, e lhe digo, se aparecesse uma chapa dessas ano que vem, eu votaria neles... mas não faria campanha:
campanha agora é
NÃO REELEJA NINGUÉM!!

beijos e bom finde!